a crise está em mim. a crise sou eu.










Friday, January 01, 2010

a new day is born. at the citadela












Vi os lábios dela contraírem como se sufocassem a tristeza.
Vi a alegria que me falta vazar para o fundo dos seus olhos.
Vi a luz do fim de Janeiro interromper o meu quarto,
veio numa noite com um ano e trinta dias de antecedência.
Vi-a ir embora,
ela e os seus olhos com a alegria que me falta.

Vi morrer um ano solar entretanto.


Nasce um outro hoje.
Com o desígnio de matar esta década.


para ela,
um brinde a mim.

1 comment:

mikee* said...

catastroficamente lindo